Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação (ASBRAV) destaca que os condicionadores de ar não são prejudiciais à saúde quando usados nos dias frios do ano

259529_525169_asbrav_ar_condicionado__3_Você liga o ar condicionado no inverno para aquecer o ambiente e alguém lhe diz que isso faz mal para a saúde e queima o oxigênio do ar. Quase todas as pessoas devem presenciar uma cena parecida. Porém, de acordo com o diretor técnico da ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, Ricardo Vaz, esse é apenas um mito do uso destes equipamentos no inverno.

– As pessoas ainda têm esse medo de ligar o ar condicionado no inverno. O condicionador de ar para aquecimento é muito melhor do que aparelhos com resistências elétricas. O medo surgiu com aquelas estufas. Elas sim, podem diminuir o nível de oxigênio do ar. Assim como as lareiras, que consomem oxigênio do ambiente. Os condicionadores de ar aquecem sem reduzir teor de oxigênio – afirma Ricardo Vaz.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o ar condicionado no inverno é recomendado. Ricardo Vaz explica que os equipamentos ajudam a manter a umidade relativa do ar mais estável, evitando a proliferação de fungos e ácaros.

– Utilizar o condicionador de ar no inverno tende a manter a umidade relativa do ar em níveis que beneficiam a nossa saúde. A média fica entre 40% a 60% de umidade. Fungos e ácaros gostam de umidade abaixo de 40% e acima de 60%. Um ambiente climatizado o dia inteiro manteria umidade próximo a 50%, reduzindo a proliferação destes contaminantes prejudiciais à saúde – destaca.

Entretanto, a má manutenção dos equipamentos pode ser prejudicial à saúde. Os períodos de manutenção não devem ultrapassar 30 dias no verão e 60 dias no inverno. Já a temperatura ideal dos equipamentos no inverno deveria ficar entre 20,5°C e 23,5°C.