MANIFESTO SOBRE SISTEMAS CLIMATIZADOS

 

CNCR, Conselho Nacional de Climatização e Refrigeração, manifesta sua preocupação com a forma da divulgação de suposto estudo realizado na cidade chinesa de Wuhan que atribui ao ar condicionado a responsabilidade da contaminação pelo covid-19.
A referida notícia carece de fundamentação científica melhor elaborada, como informado inclusive no artigo original, e não esclarece sobre quais condições de operação e higiene o citado ambiente se encontrava, nem
tampouco os históricos de saúde dos usuários, anterior e posterior à alegada data quando se considerou o fato.
Ao invés de auxiliar a população a melhor conhecer e entender os benefícios que equipamentos e sistemas de ar condicionado bem instalados e operados sob procedimentos corretos de manutenção e operação, a capacidade da eficiente renovação do ar, além de filtros e componentes permanentemente limpos e periodicamente substituídos, pode criar erroneamente, a interpretação contrária, contradizendo a definição de normas técnicas e da Lei 13.589 que define a obrigatoriedade de plano de manutenção, operação e controle (PMOC).
Há que se ressaltar que a correta instalação, manutenção e operação de equipamentos e sistemas de ar condicionado são imprescindíveis para garantir qualidade de ar, conforto e higiene seguros não somente em mbientes residenciais, mas também em hospitais, clínicas, escritórios, shopping centers, centros comerciais, escolas, restaurantes, supermercados etc.
Aproveitamos a oportunidade para enfatizar que, todo sistema de ar condicionado corretamente projetado, instalado e com suas manutenções regulares, é o principal aliado para adequar seu ambiente à sua necessidade,mantendo a qualidade do ar com conforto e saúde. Afinal, se ar condicionado não fosse bom e necessário, hospitais não o utilizariam.
O CNCR e a comunidade técnica-científica brasileira especializada em equipamentos e sistemas de ar condicionado, representada pelas entidades que assinam este manifesto, está à disposição para trabalhar em conjunto com todos os meios de comunicação para melhor elaborarem suas matérias jornalísticas no sentido de prestarem o necessário e esperado serviço de utilidade pública em prol da vida neste catastrófico período de pandemia. Da mesma maneira se alia à comunidade médica com o firme propósito de esclarecer e orientar a população e usuários, a maneira correta de como  utilizar equipamentos e sistemas de ar condicionado no combate ao covid-19.

CNCR, Conselho Nacional de Climatização e Refrigeração é constituído pelas entidades que assinam este manifesto:

1. ABRAVA – Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado,
Ventilação e Aquecimento
2. ANPRAC – Associação Nacional dos Profissionais de Refrigeração e Ar
Condicionado
3. ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado,
Aquecimento e Ventilação (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná)
4 .ASHRAE BRASIL CHAPTER – American Society of Heating, Refrigerating
and Air-Conditioning Engineers
5. REDE SINDIAR – Sistema Sincopeças Assopeças Assomotos (Ceará)
6. SBCC – Sociedade Brasileira de Controle de Contaminação
7. SIMMMEF – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e
Material Elétrico de Florianópolis
8. SINDRATAR-BA – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento
e Tratamento de Ar no Estado da Bahia
9.  SINDRATAR-PE – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento
e Tratamento de Ar no Estado de Pernambuco
10. SINDRATAR-RJ – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado do Rio de Janeiro
11.SINDRATAR-RO – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de Rondônia
12.SINDRATAR-RS – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado do Rio Grande do Sul
13.SINDRATAR-SP – Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de São Paulo
14.SMACNA BRASIL CHAPTER – Sheet Metal and Air Conditioning
Contractors´ National Association

 Eduardo Muller

Presidente ASBRAV