Trabalho foi desenvolvido de forma voluntária pela ASBRAV – Associação Sul-Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação

Constantemente preocupada em atender as necessidades da Sociedade, a ASBRAV – Associação Sul-Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, desenvolveu, de forma inédita, um estudo orientativo para instalações de ventilação e exaustão, destinado a módulos temporários para abrigar pacientes portadores de COVID-19.

O objetivo é auxiliar Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS), promovendo o conhecimento técnico básico para a adequada ventilação dos ambientes, no momento em que forem realizadas a implantação e/ou adequação de leitos temporários destinados a doença. Na última semana, a entidade deu início a divulgação do material para as autoridades sanitárias, associados da ASBRAV e profissionais do setor.

O estudo mostra um exemplo com oito leitos. Aplicações para diferentes números de leitos bem como outras configurações, devem receber as devidas adequações.

O estudo é conceitual para esta finalidade, sendo que a elaboração do projeto executivo deve ser desenvolvida por profissional habilitado, com a correspondente responsabilidade técnica.

Para acessar o estudo em sua íntegra acesse o link 

Qualidade do Ar Interior

A disseminação de casos do COVID-19 ressalta mais ainda a preocupação com a qualidade do ar em ambientes internos. O tema vem despertando a atenção da Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar condicionado, Aquecimento e Ventilação (ASBRAV) uma vez que os ambientes fechados por conta da necessária climatização exigem, cada vez mais, cuidados que incluem projetos com correta renovação do ar e filtragem.