4° edição do Seminário Internacional de Qualidade do Ar vai procurar soluções oriundas do Exterior e que possam ser adotadas em nossas cidades
Para equacionar a estrutura do Seminário, foi realizado encontro na manhã da última sexta-feira (29/11), com a participação dos diretores da ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, Sérgio Helfensteller e Mário Alexandre Möller Ferreira; do diretor executivo da AHK, Dietmar Sukop e do coordenador da Comissão Técnica de Meio Ambiente da Sociedade de Engenharia do RS (SERGS), Luiz Antonio Borges Germano da Silva. O encontro ocorreu na sede da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha RS (AHK).

– A evolução deste tema está acontecendo de forma muito rápida e interessante. Como se trata de um assunto extremamente importante, é preciso buscar os assuntos mais pertinentes e que são possíveis de replicar no Brasil. Agora vamos nos dedicar a elencar as pautas e afinarmos o cronograma de participantes — salientou, Germano da Silva.

Para o diretor da ASBRAV, Sérgio Helfensteller, falar de Qualidade do Ar Interno e Externo é tratar de saúde pública.

– A questão agora é verificarmos como podemos ajustar palestras e temas, mesclando palestrantes internacionais e brasileiros, pois o Brasil tem também profissionais muito competentes abordando este assunto – apontou.

Também mesclar os assuntos relativos ao Ar Externo e ao Ar Interno é relevante, haja vista que a Qualidade do Ar Interior é dependente também das condições do Ar Externo, esclareceu Mário Alexandre.

O 4° Seminário Internacional de Qualidade do Ar é um trabalho em parceria entre ASBRAV, SERGS e Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha RS (AHK). A próxima reunião deverá ser realizada na sede da ASBRAV e definirá os temas a serem abordados.