Opinião: Cristina Correia, especialista Sebrae

Estamos vivendo um momento de muitas incertezas. O coronavírus é um problema sério de saúde pública que terá significativas consequências econômicas, refletindo fortemente nos pequenos negócios. O momento, desdobra em várias consequências, uma delas é a mudança de comportamento dos consumidores, alterando a dinâmica de oferta e demanda. Por isso, agora é a hora de olhar para as operações internas da empresa, melhorar processos, evitar desperdícios, cortar o que não for necessário.

Provavelmente você já sabe que a gestão de estoque é essencial para a saúde da sua empresa, mas em momentos de crise, é imprescindível ter um controle eficiente, para reagir de forma ágil.

Organizar o estoque é essencial para evitar perdas nos pequenos negócios

Esse é o momento de rever suas práticas em relação ao estoque. Saber exatamente o que tem em estoque, o que está saindo e validade do que está armazenado, são pontos essenciais para minimizar prejuízos.

Veja algumas dicas:

Acompanhe a variação de consumo:

Veja o que está tendo menos saída, avalie quais insumos e produtos podem ser retirados do mix neste momento. Deixe o mix mais enxuto. Reduza a compra de itens que não sejam imprescindíveis.

Simule cenários:

Pense no pior cenário possível e no mais otimista. Pense em estratégias para cada cenário, visando redução de custos e negociação com fornecedores. Essa análise é essencial para evitar perdas de estoque.

Repense seu negócio:

Pense quais as possibilidades de ofertar serviços, produtos e atendimento de forma virtual. Qual é a versão virtual do seu negócio? O que você vai precisar para fazer esse atendimento ou essa venda virtual? Mais embalagens? Mais descartáveis? Repense seu negócio!

Avaliando esses cenários e utilizando ferramentas de controle você terá informações necessárias para tomada de decisão. E empresas que focarem na organização e ficarem mais enxutas, sairão na frente quando a situação estabilizar. Conhecer e ter o controle do estoque é necessidade básica das empresas.