Notas e lançamentos

 

A Frente Parlamentar Ambientalista realizará uma live na quarta-feira (02/06) às 19h, para debater a importância da Emenda Kigali para o Brasil perante o contexto climático do planeta. A Emenda Kigali, em vigor em cerca de 100 países desde 2019, define um cronograma de redução da produção e consumo de hidrofluorcarbonos (HFCs), substância usada em equipamentos de refrigeração e condicionadores de ar.

Foram convidados para o encontro a Diretora Executiva do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Teresa Liporace; o professor do Instituto Mauá de Tecnologia e Consultor do PNUD, Roberto de Aguiar Peixoto; o Presidente da ABRAVA, Arnaldo Basile; e o Diretor de Meio Ambiente da ABRAVA, Renato Giovani Cesquini.

Serviço:

DATA: 2 de junho (quarta-feira)

HORÁRIO: 19H

TRANSMISSÃO:

Canal do Youtube da Frente Parlamentar Ambientalista:

Facebook da Frente Parlamentar Ambientalista: facebook.com/frenteparlamentarambientalista/live/

A Frente Parlamentar Ambientalista organiza-se em diversos grupos de trabalho temáticos, a saber: água; cerrado e caatinga; clima; conservação marinha; educação ambiental; empresas e responsabilidade ambiental; energias renováveis e Biocombustíveis; bem estar dos animais; florestas e biodiversidade; questões urbanas; resíduos e questões indígenas e populações tradicionais. Temos conseguido avanços sem dúvida importantes com essa união de esforços.

ACESSE: http://www.frenteambientalista.com/

CONHEÇA MAIS SOBRE O OBSERVATÓRIO DE LEIS: https://www.frenteambientalista.com/o…

A Frente Parlamentar Ambientalista, tem o compromisso de atuar, conjuntamente com a sociedade civil, no sentido de apoiar iniciativas governamentais e não-governamentais que visem alcançar padrões sustentáveis de desenvolvimento. Considerando que tal questão transcende as ideologias e filiações partidárias, os Deputados Federais e Senadores, preocupados com os graves problemas de degradação ambiental enfrentados em nível nacional e mundial assumiram, com a criação da Frente Parlamentar Ambientalista em fevereiro de 2007. Com o início da legislatura 2011/2014 traz-se o manifesto que fundamentou, esse documento será atualizado e complementado com o apoio dos novos Parlamentares que se integrarão a nossos trabalhos.