Dannenge estreia no SANNAR 2020 com resultado positivo

Notas e Lançamentos

Entre os dias 11 e 12 de março, a Dannenge International, representante das marcas RGF Environmental e Air Fixture – PleinAir, participou pela primeira vez do XXI SANNAR – Salão Norte Nordeste de Ar Condicionado e Refrigeração, que aconteceu no SENAI Cimatec, em Salvador (BA).

Na ocasião, a empresa expôs seus produtos com tecnologia PHI da RGF, que garantem a qualidade do ar interno em ambientes climatizados e têm por característica promover a proteção ativa através de foto hidro ionizadores, que eliminam fungos, bactérias e vírus diretamente no ambiente climatizado. Os foto hidro ionizadores podem ser aplicados tanto nos equipamentos de climatização, quanto diretamente no ambiente, por meio de equipamentos portáteis. Além da introdução do conceito de tecnologia ativa para o tratamento da qualidade do ar interno, foi apresentado o HEME LED, novidade na AHR Expo 2020. Este equipamento tem o dobro de vida útil de ionizadores convencionais, é de alto rendimento e não gera ozônio, o que torna os ambientes atendidos mais seguros.

Pela Air Fixture – PleinAir, a Dannenge apresentou os produtos para insuflação e distribuição de ar pelo piso, destacando que, além da comprovada melhoria na qualidade do ar interior, por evitar a mistura de ar fresco com o ar contaminado do sistema de difusão pelo teto, de aplicação tradicional, permitem sensível redução no consumo de energia com climatização.

Para Fernando Abreu, CEO da Dannenge International, o evento foi oportunidade para estreitar o relacionamento entre clientes da região Nordeste e players do mercado, além de esclarecer as vantagens da tecnologia PHI, as diferenças entre esta tecnologia e a RIC (Radiação Catalítica Ionizante), e advertir sobre informações errôneas que veem sendo divulgadas sobre certificações e homologações de produtos com a tecnologia RCI.

“Estamos satisfeitos em participar desta edição do SANNAR. Recebemos em nosso estande grandes projetistas desta região, bem como clientes, usuários finais, e players do mercado. Também aproveitamos para esclarecer ao setor de AVAC-R, informações que estão sendo divulgadas erroneamente sobre testes e certificações da tecnologia RIC, já defasada, e proibida em muitos países por liberar ozônio. Os testes da Kansas University – EUA, são de propriedade intelectual da RGF, e foram realizad os com a tecnologia PHI. Alerto que a FDA (Food and Drugs Administration – EUA), não certifica equipamentos de purificação de ar, tampouco a ANVISA, no Brasil, e mesmo a NASA, nos EUA, ao contrário do que vem sendo propagado no mercado por inescrupulosos que tentam, como sempre, ludibriar os incautos. A RGF está presente em 58 países, com mais de 200 milhões de produtos instalado no mundo e todos os produtos com a tecnologia PHI atendem a NR 15”, explica Abreu.

A Dannenge também participou das palestras técnicas, com o tema sobre “Sistemas Ativos no Controle da Qualidade do Ar Interno”, ministrada por Ricardo Cherem de Abreu, engenheiro mecânico com mestrado pela UFSC e diretor técnico da Dannenge International.

Em sua palestra, o diretor técnico da Dannenge, abordou o controle da qualidade do ar interno em ambientes climatizados no Brasil, regido por normas emitidas pelo Ministério da Saúde e ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

“O tema avaliou a motivação e os critérios inclusos nas normas existentes, apresentando o seu alcance e limitações, assim como exploramos alternativas para o aumento da eficácia de sistemas destinados ao controle da qualidade de ar interno, tanto em novas instalações, quanto em sistemas existentes, com foco na aplicação de ionizadores foto catalíticos – Tecnologia PHI, e suas vantagens acrescentadas às unidades de climatização”, diz Cherem.

Redação: Assessoria de Imprensa Dannenge