Notas e Lançamentos

O Grupo Danfoss reduziu consideravelmente sua intensidade energética global nos últimos anos. Atualmente, atividades adicionais são iniciadas para reduzir ainda mais o consumo de energia e fazer a transição para energia renovável da demanda restante em todas as operações da Danfoss. Além disso, a empresa compromete-se a mudar sua frota de carros para se tornar elétrica até 2030. Essas são as iniciativas para se tornar neutra em CO2 em todas as operações globais o mais tardar em 2030. A multinacional atualizará continuamente os planos para permanecer alinhados com a ciência.

Para enfatizar ainda mais seu compromisso em combater o aquecimento global, a Danfoss está participando da campanha do Pacto Global da ONU “Business Ambition for 1.5°C – Our Only Future” e se compromete a estabelecer metas baseadas na ciência. A Danfoss se une ao movimento global de empresas líderes, alinhando seus negócios com o objetivo mais ambicioso do Acordo de Paris, para limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C acima dos níveis pré-industriais.

“O foco em eficiência energética, acoplamento setorial e eletrificação são as principais etapas para um futuro sustentável. Esse é o núcleo do nosso negócio e as soluções que oferecemos aos nossos clientes. A descarbonização de nossos negócios, por exemplo, usando energia excedente do nosso calor de processo na produção e nos datacenters, são etapas naturais. Impulsionar a eletrificação e integrar as energias renováveis é como tomamos as medidas climáticas e atingimos nossas metas. Estamos bem encaminhados e continuaremos avançando para mostrar que o crescimento verde é realmente possível”, diz Kim Fausing, Presidente e CEO do Grupo Danfoss.

A Danfoss está trabalhando em planos detalhados sobre como atingir as metas, incluindo como equilibrar o potencial impacto de CO2, termos comerciais e considerações de footprint de fábrica a longo prazo. A abordagem geral é a “eficiência energética em primeiro lugar”, que também suporta uma alta parcela de fontes renováveis. Menos energia verde necessária significa que são necessários menos investimentos em extensão da rede, armazenamento de energia, capacidades de backup e importações de energia. Por fim, a eletrificação, alimentada por fontes renováveis, é uma ferramenta que permitirá à Danfoss descarbonizar o negócio.

“Sustentabilidade é um bom negócio para nossos clientes, ao planeta e às pessoas. Como empresa líder, provamos que é possível cumprir metas climáticas ambiciosas descarbonizando nosso próprio negócio e fornecendo as soluções necessárias para dissociar o crescimento econômico do consumo de energia, reduzindo a energia necessária em primeiro lugar”, finaliza Kim Fausing.
Redação: Assessoria de Imprensa Danfoss