Ideal é que a temperatura fique entre 21° e 24,5° nos dias de frio

Quando chega o inverno e as temperaturas mais baixas do ano, uma das maiores preocupações é garantir o conforto do lar. Nesse aspecto, o ar condicionado virou um grande aliado nos últimos anos. Com novas tecnologias e uma eficiência energética cada vez maior, os equipamentos que funcionam no formato quente/frio ganharam cada vez mais mercado. No entanto, depois de adquirido o equipamento, é indispensável a boa operação. De acordo com o engenheiro mecânico e conselheiro da ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, Ricardo Vaz de Souza, o ar condicionado é um dos mais indicados sistemas de aquecimento, pois ele deixa a umidade relativa do ar ideal, ajuda no filtro do ar que respiramos e mantém o conforto térmico.

– É preciso moderação na escolha da temperatura. Aconselhamos sempre em deixar entre 21° e 24,5°, pois é a temperatura que o corpo melhor se adapta. Se colocarmos em 30° para esquentar o ambiente e depois baixar a temperatura, o que é comum acontecer, o gasto de energia elétrica aumenta, pois o equipamento vai realizar dois processos: aquecer e depois resfriar o ambiente – explica.

Para manter o ambiente aquecido e diminuir a necessidade de utilizar sistemas de aquecimento, o conselho do engenheiro é deixar entrar a luz solar mantendo os vidros fechados. Abrir persianas e cortinas durante o dia também é recomendado.

Para quem possui o equipamento unicamente na opção de resfriamento é importante ligar os aparelhos de ar condicionado pelo menos uma vez por mês durante meia hora para movimentar fluidos e óleos. Esse procedimento, evita o aparecimento de defeitos.