ASBRAV conta com apoio da Câmara de Vereadores de Porto Alegre para intensificar a observação das normas técnicas nos sistemas de climatização destes espaços.

A ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Aquecimento e Ventilação defende a imediata adoção, em Porto Alegre, de maior fiscalização dos sistemas de climatização que atendem os ambientes não residenciais da capital. Por isso, trabalhou, tecnicamente, na elaboração do projeto “Regulamento para orientação do projeto, instalação e conservação de sistemas de climatização com o intuito de garantir a qualidade do ar em ambientes não residenciais de Porto Alegre”, protocolado na Câmara Municipal pelo vereador Valter Nagelstein (PMDB).

A diretoria da entidade e o parlamentar estarão reunidos na quarta-feira (25/05), às 10h, no legislativo porto-alegrense, para tratar da agilização da votação do projeto pelos vereadores. Segundo o diretor técnico da ASBRAV, Ricardo Vaz de Souza, a necessidade de ampliação da fiscalização dos sistemas de climatização em ambientes profissionais é cada vez maior.
– A Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Aquecimento e Ventilação entende que este projeto é importantíssimo e de grande interesse público. Estamos prontos para esclarecer aos vereadores eventuais dúvidas e contribuir para que ele seja votado e aprovado pela Câmara Municipal. É fundamental que os sistemas de climatização em ambientes não residenciais tenham maior fiscalização, a fim de que as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e outras resoluções do Ministério da Saúde sejam observadas integralmente – destaca Ricardo.
O diretor técnico da ASBRAV aponta que a falta de um rigor maior na observância destes protocolos acaba por criar a falta de renovação e a má qualidade do ar circulante nos ambientes profissionais, trazendo consequências como problemas de saúde nos colaboradores, o que gera ausências ao trabalho e perda de produtividade.
A reunião entre a ASBRAV e o vereador Valter Nagelstein irá ocorrer na sala 209, no 2o andar da Câmara Municipal de Porto Alegre.