Consumidores devem exigir máxima qualidade  na hora de comprar o produto, como resistência ao peso dos equipamentos de ar condicionado e às variações climáticas

Nos últimos anos muitas empresas diminuíram a qualidade dos suportes para baratear o processo de instalação dos aparelhos de ar condicionado. Esse procedimento, no entanto, pode não proporcionar a garantia necessária para que o usuário tenha plena condição de segurança. O alerta é da ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação.

– É preciso ter um controle rígido da resistência física e química destes produtos, eliminando o risco de acidentes. É importante verificar se os equipamentos disponíveis no mercado estão certificados pelo Inmetro, garantindo tranquilidade aos consumidores, que, em sua maioria, não possuem conhecimento técnico e levam em conta, muitas vezes, apenas o preço baixo como critério para sua aquisição – destaca o diretor técnico da ASBRAV, Ricardo Albert.

A ASBRAV há muito tempo aponta a necessidade de uma rigorosa fiscalização dos suportes, a fim de que os equipamentos sejam instalados de maneira correta e aguentem o peso dos aparelhos de ar condicionado. Esse cuidado tornou-se ainda mais relevante após o forte aquecimento econômico que o país viveu recentemente elevando consideravelmente o número de instalações.

As variações de temperaturas e a constante realização de testes de resistência são fatores que contribuem para aumentar o risco de acidentes, que podem causar prejuízos patrimoniais e, até mesmo, ter um desfecho fatal, já que muitos estão expostos em locais de passeio de pedestres e de automóveis.

Para a ASBRAV, é fundamental que os fabricantes se preocupem em utilizar matéria-prima de boa qualidade e tenham um controle de qualidade rigoroso na hora de desenvolver o suporte. Os materiais mais utilizados na fabricação dos produtos são plástico, aço carbono, aço inox, fibra de vidro e alumínio.

Os suportes de plástico são os mais baratos do mercado, sendo leves e vulneráveis, não devendo ficar expostos diretamente ao sol. São indicados para locais com maior umidade, já que são imunes a corrosão. Sua vida útil, no entanto, é de no máximo dois anos.

Os produtos fabricados com aço carbono possuem maior resistência e baixo custo, mas são mais sensíveis a corrosão, motivo pelo qual não são indicados para regiões litorâneas ou úmidas. Sua vida útil também é de no máximo dois anos. Já os suportes de aço inox são os mais indicados para qualquer tipo de região, tendo em vista que duram mais de dez anos e não precisam ser substituídos, além de serem imunes aos raios solares e a corrosão.