xpectativa é que segmento tenha comportamento semelhante ao verão de 2015
O ano de 2016 recém começou, mas já trouxe reação para o mercado de refrigeração e ar-condicionado. Foi o que informou o 2° vice-presidente e diretor administrativo da ASBRAV (Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação), Luiz Afonso Dias.
– Ainda é um pouco cedo para fazer uma avaliação mais concreta, mas é possível afirmar que teve uma reação, mesmo que pequena, na área de split residencial – comenta, informando que o modelo mais procurado nesta época é o ar condicionado.
Representando 70% do mercado, a demanda do split até dezembro ainda era baixa. Porém, com o aumento das temperaturas nas duas primeiras semanas de janeiro, o segmento reagiu.
– Permanecendo as temperaturas altas, o que indica a meteorologia, o desempenho das vendas de ar condicionado residencial deve ser equivalente ao verão de 2015. Quanto aos equipamentos para os empreendimentos corporativos, também há uma reação, mesmo tímida – informa o 2° vice-presidente.
A procura maior dos aparelhos ainda se concentra na Grande Porto Alegre, onde as temperaturas são mais altas em comparação com o litoral.